3 de abril de 2015

Diferente a cada renascimento



Em épocas de quaresma sempre fico mais introspectiva...este negócio de morrer para renascer meche comigo ! 
Talvez porque eu tenha morrido muitas vezes e nascido uma Sylvia diferente em cada renascimento. 

Na minha opinião é preciso reinventar-se , evoluir sempre, elevar a alma, aprimorar o espírito e o coração.....ter  conhecimento tácido!  Aquele tipo de conhecimento que não é explícito, que é subjetivo e inerente às habilidades de uma pessoa,  que é subentendido, que é silencioso e adquirido pelas pequenas mortes e ressurreições que temos  ao longo da vida.

Neste feriado arrumei meu atelier... tirei tudo para fora, descartei muita coisa,  voltei a arrumar e agora estou renovada para mais um ano de trabalho.

Meu coração acompanhou a mesma arrumação !!!!

Feliz Páscoa !