1 de junho de 2015

Indispensável para si mesmo


Sejamos francos: o relacionamento entre dois seres humanos é um assunto tão batido, trivializado e dramatizado que chegamos a estar totalmente iludidos quanto ao que ele é ou deixa de ser.
Escuto todos os dias de alguém, iludido por idéias românticas,  que não se sente completo se não estiver com alguém que lhes dê a sensação de plenitude.

Mas afinal que procuramos ?
Depois de muito pensar acho que temos o desejo de se sentir indispensável para outra pessoa !
Talvez isso nos faça fazer as maiores loucuras, os mais terríveis desatinos e cairmos nas mais incríveis depressões. Queremos a todo custo ser importantes para alguém !



Fui namoradeira desde sempre...aos 13 queria ser importantemente linda , aos 15 queria um namorado que fosse bem mais velho e que tivesse carro , aos 19 precisei de alguém para me salvar, aos 25 queria um marido que só tivesse olhos para mim, aos 30 anos queria ser indispensável porque eu era boa mãe e excelente dona de casa, aos 40 acreditava que se eu fosse bem sucedida financeiramente a relação seria para sempre .... e assim passei uma vida.... Sendo indispensável e importante para alguém e alguém sendo de suma importância para mim por algum tempo!


É verdade que todos procuramos uma cara metade ( including me)  que nos enriqueça e nos sirva de apoio. Mas também é fato que, se estamos procurando alguém para curar-nos, completar-nos ou sustentar-nos estamos perdendo nosso tempo !

Hoje, nos meus early fifties,  quero um relacionamento baseado em respeito e amor verdadeiro e que faça eu me sentir BEM. Deve ser alegre, não só de vez em quando, mas na maior parte do tempo. Nunca deverá me levar a perder minha opinião, meu amor-próprio ou minha dignidade. Uma relação de amor que deve ser regada todos os dias com atenção, respeito, cuidado e que principalmente seja uma relação de muitos elogios e poucas críticas.

Comemore o próximo dia dos namorados no maior estilo pois você indispensável para si mesmo !